6 | 20
Segmentos de Atuação
As operações da Companhia estão estruturadas seguindo os segmentos: (i) Unidade de Negócios Mercosul  (carne bovina, lácteos, couros, além de produtos PET, biodisel, colágeno, higiene e limpeza, entre outros); (ii)  Dívisão Carne Bovina USA/AUS; (iii) Unidade de Negócios Carne Suína USA; (iv) Unidade de Negócios Carne de Frango USA; e (v) Unidade de Negócios Europa.

Além de carne in natura, a Companhia fabrica grande variedade de produtos industrializados que usam a carne bovina, suína, ovina e de aves como matéria-prima: são carnes enlatadas, beef jerky, supergelados, pratos prontos, entre outros, incluindo também produtos de maior valor agregado, em mais de 100 países localizados em seis continentes. A oferta de produtos com valor agregado consiste em produtos cortados, moídos e embalados de forma customizada para atender as necessidades dos clientes da Companhia e incluem também carnes cozidas congeladas, enlatadas, pratos prontos, temperados e marinados.

A Companhia também investe na qualificação de seus pecuaristas e estabelece um conjunto de critérios para credenciamento de fazendas. A Companhia é auditada pelo Ministério da Agricultura do Brasil e freqüentemente recebe missões de diversos países.

Todas as plantas da Companhia localizadas no Brasil de processamento de carne são credenciadas pelo Serviço de Inspeção Federal (SIF). As destinações de matéria-prima, das diferentes origens para os diferentes mercados, são regidas por normatização do SIF. No caso de matéria-prima para exportação, é emitido um Certificado Sanitário Internacional (CSI) e, para as transferências de mercado interno, uma Guia de Trânsito (GT), sem especificação de habilitação. Os mercados da União Europeia e EUA têm regulamentação própria dentro do SIF, onde os controles são mais estritos ainda. A Companhia segue estes normativas em todas as suas unidades através de um sistema próprio de rastreabilidade de matéria-prima. Este sistema também está disponível para os clientes no Portal da Companhia, para que, por meio de seu número de cadastro e da nota fiscal de compra, possam checar a fazenda e o proprietário fornecedor daquela carne. Em seguida, basta acessar o site do Ibama e do Ministério do Trabalho para ter certeza de que não está adquirindo produtos das áreas embargadas ou com práticas de trabalho escravo identificadas pelos respectivos órgãos.
JBS © 2010. Todos os direitos reservados. | Contato | Powered by RIweb